Tag: Abraciclo

Desempenho do setor de motos | 1º semestre de 2020

A produção de motos em Manaus somou 78,1 mil unidades, resultando em crescimento de mais de 400% sobre maio, mês em que a Honda (que detém sozinha quase 80% do mercado) voltou à ativa apenas no dia 25. A comparação com junho de 2019 também revela alta, 14,7%. No entanto, as 392,2 mil motocicletas fabricadas ...

Desempenho do setor de motos | Janeiro a maio de 2020

A produção de motos em maio somou apenas 14,6 mil unidades, volume mensal semelhante aos registrados no meio dos anos 1980. Em relação a abril, quando as maiores fábricas estavam paradas, houve alta de mais de 800%, mas o confronto com maio de 2019 indica queda de 85,5%. O fraco resultado em maio também se ...

Desempenho do setor de motos | Janeiro a abril de 2020

A produção nacional de motos teve em abril menos de 1,5 mil unidades. O número mensal foi semelhante aos registrados na metade dos anos 1970. A comparação com março revela queda de 98,6%. No acumulado do ano foram produzidas 299,1 mil motocicletas, resultando em recuo de 18,7% na comparação com o primeiro quadrimestre do ano ...

Desempenho do setor de motos | Janeiro a março de 2020

A produção de motos em Manaus (AM) teve em março o melhor mês de 2020, com 101,4 mil unidades e alta de 7,4% sobre fevereiro. O número não refletiu a mesma desaceleração ocorrida na indústria automobilística porque as fábricas instaladas no Amazonas pararam mais tarde que no restante do País.O crescimento sobre fevereiro também foi ...

Desempenho do setor de motos | Janeiro e fevereiro de 2020

A produção de motos no primeiro bimestre somou quase 195 mil unidades e cresceu 5,1% sobre iguais meses de 2019. O aumento decorre da boa demanda no mercado interno, que vem resultando em médias diárias de emplacamento acima de 4 mil unidades. Como consequência, as vendas no atacado (das fábricas para a rede) cresceram 4,2% ...

Desempenho do setor de motos | Janeiro de 2020

A produção de motos começou 2020 aquecida, com 100,3 mil unidades fabricadas em janeiro e alta de 19,5% sobre o mesmo mês do ano passado. O crescimento seria uma forma de compensar a falta de produtos de baixa cilindrada nas concessionárias neste início de ano. Como consequência, as vendas no atacado (das fábricas para a ...