Resultados da Indústria de Veículos | Janeiro-Julho 2020

Os resultados consolidados de produção, exportações e vendas domésticas divulgados pela Anfavea mostram uma lenta e gradual recuperação dos volumes dos fabricantes de veículos no País na soma dos primeiros sete meses de 2020, que seguem fortemente afetados pela pandemia de coronavírus.

As vendas de veículos no País totalizaram 983,3 mil unidades de janeiro a julho, em queda de 36,6% sobre o mesmo período de 2019. A Anfavea manteve sua projeção de retração de 40% em 2020, com mercado total de 1,67 milhão de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus.

As exportações acumuladas em sete meses somaram apenas 148,7 mil veículos, em retração de 43,7% ante o mesmo período de 2019. A Anfavea estima que até o fim do ano sejam exportadas 200 mil unidades, o que significará contração de 52%.

Os números de produção ainda seguem afetados pela paralisação das fábricas de veículos em meses anteriores, principalmente em abril e maio, com retomada gradual em junho e julho, quando todas as plantas voltaram a operar, mas ainda em ritmo muito mais lento do que o registrado até março, antes da pandemia chegar ao País. Em sete meses a indústria produziu 899,6 mil automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus, em forte queda de 48,3% sobre o mesmo período de 2019. Para 2020 inteiro a Anfavea projeta que serão produzidos 1,63 milhão de unidades, retração de 45% sobre o ano anterior.


Clique aqui para baixar a apresentação dos resultados

Clique aqui para baixar a Carta da Anfavea

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.