Vendas de veículos | Janeiro a setembro de 2019

As vendas de veículos acumulam crescimento de quase 10% entre janeiro e agosto na comparação com iguais meses do ano passado, com pouco mais de 2 milhões de licenciamentos, entre leves e pesados. O balanço da Fenabrave mostra que enquanto os veículos leves, que consideram automóveis e comerciais leves, tiveram crescimento de 8,7%, os pesados, ...

Desempenho da indústria de pneus | Janeiro a agosto de 2019

A venda de pneus no acumulado de janeiro a agosto somou 39,1 milhões de unidades, registrando queda de 0,5% ante iguais meses do ano passado. No acumulado até julho a comparação interanual ainda era de alta. A queda é provocada pelo segmento de reposição. Este quase empate com os números de 2018 reflete o baixo crescimento da ...

Balança comercial | Janeiro a agosto de 2019

A exportação de autopeças à Argentina no acumulado de janeiro a agosto caiu 32,8% ao somar US$ 1 bilhão, ante US$ 1,5 bilhão em iguais meses do ano passado. A retração é causada pela crise do país vizinho, que reduziu as vendas de veículos pela metade.Por causa da diminuição das importações brasileiras de peças que ...

Vendas de implementos rodoviários | janeiro a agosto 2019

A indústria de implementos rodoviários registra aumento de 40% das vendas no acumulado de janeiro a agosto, com mais de 78 mil unidades emplacadas. Enquanto o segmento leve cresceu quase 30% no período, o de pesados avançou 51%, graças à demanda impulsionada pelo agronegócio. Clique aqui para baixar os resultados

Desempenho do setor de autopeças | Janeiro a julho 2019

O faturamento do setor de autopeças no acumulado de janeiro a julho registrou alta de 9,3% sobre os mesmos sete meses do ano passado. O resultado total do setor foi prejudicado pelas exportações. Embora a venda às montadoras tenha crescido 12,5% no período, os embarques anotaram queda de 12,2%. Clique aqui para fazer o download ...

Balança comercial | Janeiro a julho de 2019

O déficit na balança comercial de autopeças somou de janeiro a julho US$ 2,4 bilhões, registrando queda de 40,4% ante os mesmos sete meses do ano passado. A redução do déficit decorre da forte retração (20,5%) nas importações de componentes, que somaram US$ 6,7 bilhões no acumulado. As avançaram somente 2,4%, totalizando US$ 4,3 bilhões. ...

mais recentes