GAES 2017: pesquisa global com executivos da indústria automotiva

Levantamento da KPMG com mil profissionais de alto escalão do setor deixa claras as tendências para o futuro

O carro conectado já é uma realidade com alto potencial para incrementar o faturamento da indústria automotiva. Esta é a opinião de 76% dos mil executivos que participaram do GAES 2017, estudo da KPM feito globalmente com profissionais de alto escalão de empresas do setor. Para eles, os modelos que oferecem recursos de conectividade têm potencial 10 vezes maior de gerar receitas às montadoras do que os veículos analógicos.

O carro autônomo, ainda que um pouco mais distante, também é apontado como caminho indiscutível para a indústria. “Dirigir está fora do foco. A condução autônoma vai redefinir a utilidade dos veículos e facilitar o avanço para um modelo de serviços baseado em serviços a partir de dados”, aponta no relatório Seung Hoon Wi, líder da área automotiva da KPMG para a região Ásia-Pacífico.

O estudo reforça que o setor está perdido entre as grandes tendências de evolução, revolução e disrupção. Segundo a consultoria, são três movimentos que precisam acontecer ao mesmo tempo.

Clique aqui para fazer o download do PDF