Categoria: Sindipeças

Balança comercial | Jan-abr 2019

A balança comercial de autopeças fechou o primeiro quadrimestre com déficit de US$ 1,3 bilhão, resultado 40% mais baixo que o anotado em iguais meses de 2018. O principal motivo para isso foi a forte queda de 19,5% nas importações, que somaram US$ 3,8 bilhões de janeiro a abril, ante US$ 4,7 bilhões em igual ...

Desempenho do setor de autopeças | 1º trimestre de 2019

O faturamento da indústria de autopeças cresceu 8% no primeiro trimestre quando comparado ao mesmo período do ano passado. As vendas são alavancadas especialmente pelos negócios com as montadoras, que aumentaram 8,6%. As entregas para o mercado de reposição cresceram em medida semelhante. Já as exportações caíram 13,3% por causa da crise argentina. Clique aqui ...

Balança comercial | Jan-mar 2019

A balança comercial de autopeças encerrou o primeiro trimestre com déficit de US$ 922,8 milhões, valor 42,4% mais baixo que o anotado no mesmo período do ano passado. O resultado decorre sobretudo de uma queda de 21,8% nas importações no período, motivada pela lenta recuperação da atividade interna, pela volatilidade e nível da taxa de ...

Relatório da Frota Circulante | 2019

A frota brasileira deverá passar dos 60 milhões de veículos em 2020 na soma de automóveis, veículos comerciais leves, pesados e motos. A estimativa foi divulgada no Relatório da Frota Circulante, estudo anual do Sindipeças que também traz, além das novas projeções, os números consolidados até 2018 por categoria de veículo, combustível, região... Clique aqui ...

Desempenho do setor de autopeças | 1º bimestre de 2019

O faturamento da indústria brasileira de autopeças cresceu 12,8% no primeiro bimestre de 2018 quando comparado ao mesmo período do ano passado. A alta decorre do aumento de 15,1% nos negócios com as montadoras. As entregas no mercado e reposição também tiveram crescimento importante, de 13,4%. Já as exportações avançaram apenas 1,5% na análise em ...

Balança comercial | Jan-fev 2019

A balança comercial de autopeças terminou o primeiro bimestre com déficit de US$ 625,9 milhões. O valor é 39,2% mais baixo que o registrado no mesmo período de 2018, de US$ 1 bilhão. O resultado decorre de uma queda acentuada de 21,9% nas importações de componentes no período. As exportações caíram também, mas apenas 7,4%. ...