Brasil cai para a 9ª posição em ranking global de vendas de 2016

Com fraco desempenho e a maior queda entre os 50 principais mercado, o País perde mais duas posições com relação a 2015

Pelo segundo ano consecutivo, o Brasil perde posições no ranking global de vendas de veículos leves: de acordo com relatório anual da consultoria global Jato Dynamics, o País encerrou o período na nona posição, duas atrás da colocação do ano anterior, quando o mercado brasileiro já havia caído três posições, passando da quarta (que mantinha desde 2008) para a sétima. Em 2016, o mercado local entregou pouco mais de 1,98 milhão de unidades, entre automóveis e comerciais leves, registrando também a maior queda entre todos os 52 países pesquisados.

Devido ao bom desempenho geral observado na Europa em 2016, França e Itália subiram no ranking, deixando o Brasil para trás. O mercado francês, que figurou na oitava posição em 2015, subiu uma posição e passou para a sétima em 2016, enquanto a Itália se reergueu, saindo do décimo primeiro para ocupar o oitavo lugar no ranking em 2016. No topo da lista, China segue como o maior mercado de veículos do mundo, com crescimento de dois dígitos, seguida pelo vice-líder, Estados Unidos, com vendas estáveis, e Japão na terceira posição, embora tenha registrado queda das vendas em 2016. Alemanha se manteve como o quarto maior mercado do mundo.

Por marcas, a Toyota lidera no segmento leve, desbancando a Volkswagen com 7,2 milhões de veículos – entre automóveis e comerciais leves.

Clique aqui e faça o download do PDF